(17) 3280-6434   (17) 99716-9749

Notícias

Informativos e Novidades sobre Rio Preto-SP.

  • Postado em: 07/05/2020

28,7 mil alunos da rede municipal recebem alimentos não perecíveis para próximos 30 dias

O total de beneficiados passará de 14.958, em abril, para 28.747, em maio. Foto: Ivan Feitosa/SMCS

Após realizar mais de 74 mil atendimentos nas últimas cinco semanas, a Prefeitura de Rio Preto, por meio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento e apoiada pela Secretaria de Educação, realiza nesta quinta (7) e sexta-feira (8) uma nova distribuição dos Kits de Alimentação Escolar.

Desta vez, a quantidade de alunos contemplados vai praticamente dobrar, uma vez que, além dos 14.958 cadastrados entre 23 e 27 de março já atendidos, serão somados os 13.789 novos cadastros realizados até 24 de abril. Desse modo, o total em cada distribuição será de 28.747 kits.

“Avaliamos como bem-sucedida essa iniciativa emergencial, inclusive pelo crescimento da procura, que aumentou 92% de um mês para o outro. Estamos cobrindo mais de dois terços dos 41 mil alunos da rede municipal de ensino, garantindo o direito à alimentação, sobretudo para quem mais precisa”, comenta o secretário de Agricultura e Abastecimento, Antonio Pedro Pezzuto Junior.

Nesta semana, pais e/ou responsáveis dos alunos da rede municipal de ensino devidamente cadastrados deverão retirar os kits com alimentos não perecíveis, montados com qualidade e em quantidade suficiente para cada criança inscrita receber a complementação nutricional equivalente à merenda escolar – garantida aos alunos não fosse o recesso para contenção da pandemia de coronavírus.

Crianças de 3 meses a 1 ano e 11 meses receberão: 2kg de arroz, 1kg de feijão, 500g de farinha de milho flocada, 500g de macarrão, 500g de amido de milho, 2kg de leite em pó e 400g de biscoito. Já as crianças a partir de 2 anos terão: 2kg de arroz, 1kg de feijão, 500g de fubá, 500g de macarrão, 1kg de farinha de trigo, 1kg de leite em pó, 400g de biscoito, 1kg de açúcar, 1kg de achocolatado, 900ml de óleo, 120g de sardinha em lata e 340g de extrato de tomate.

Outra novidade é que, para adequação do processo de organização e logística, o calendário de distribuição será ajustado. A entrega dos kits com gêneros não perecíveis será mantida mensalmente, mas os kits de alimentos perecíveis, com hortifrútis, proteína e pão, serão distribuídos quinzenalmente, em quantidades suficientes para períodos de 15 dias. Desse modo, o cronograma de entrega em maio é:

– 07 e 08 de maio: kits não perecíveis suficientes para 30 dias;
– 14 e 15 de maio: kits perecíveis suficientes para 15 dias;
– 28 e 29 de maio: kits perecíveis suficientes para 15 dias.

As retiradas deverão ocorrer exatamente nos dias anunciados, com a consequência de exclusão do cadastro para os que não o fizerem nas datas estipuladas.

Escolas e equipe de merendeiras estão preparadas para realização da entrega com medidas de higienização e distanciamento físico para prevenção ao coronavírus. Não há necessidade de aglomeração de pessoas nos locais de retirada dos kits, pois todos os cadastrados no período têm fornecimento garantido.

O cadastramento para solicitação de Kit de Alimentação Escolar continuará sendo feito em todas as escolas e creches municipais enquanto as aulas estiverem suspensas. As solicitações feitas após 24 de abril serão atendidas a partir da primeira semana de junho.

Combate ao desperdício

A partir de maio, pais e/ou responsáveis que não realizarem a retirada dos kits de alimentos não perecíveis (mensal) e/ou perecíveis (quinzenal) nas datas anunciadas serão automaticamente excluídos do cadastro, de modo que o aluno inscrito não constará na lista de distribuição nas entregas seguintes.

A gestão dos kits é feita com auxílio de sistema digital e acompanhamento direto e permanente do Departamento de Alimentação Escolar, que observou nas últimas semanas a não retirada de alimentos por alguns beneficiados. A medida visa evitar perdas e direcionar os recursos disponíveis para atender quem precisa.

Balanço mensal

O fornecimento do Kit de Alimentação Escolar foi uma medida inovadora implantada pela Prefeitura de Rio Preto, logo após a determinação de suspensão de aulas como medida de enfrentamento à pandemia de coronavírus, a fim de garantir complementação alimentar e nutricional equivalente à merenda.

No mês de abril, foram realizados 74.790 atendimentos, considerando as distribuições de alimentos não perecíveis (mensal) e perecíveis (semanais) para cada uma das 14.958 crianças cadastradas.
Confira, a seguir, o conteúdo dos kits distribuídos nesse período.

Alimentos não perecíveis, suficientes para 30 dias

  • Para crianças de 3 meses a 1 ano e 11 meses: 500g de amido de milho, 5kg de arroz, 400g de biscoito de maisena, 1kg de feijão, 1kg de fubá, 2kg de leite em pó e 500g de macarrão.
  • Para crianças a partir de 2 anos: 5kg de arroz, 1kg de fubá de milho, 1kg de leite em pó integral, 900ml de óleo, 1kg de feijão, 1kg de farinha de trigo, 1kg de açúcar refinado, 1kg de achocolatado em pó, 500g de macarrão e 400g de biscoito.

Alimentos perecíveis, suficientes para cada semana

  • 1ª semana – Para crianças de 3 meses a 1 ano e 11 meses: 1kg de sassami; 500g de mandioca; 2 maçãs; 2 laranjas; 2 bananas; e 4 pães. Para crianças a partir de 2 anos: 1kg de sassami; 500g de mandioca; 3 maçãs; 3 laranjas; 1 pé de alface e 4 pães.
  • 2ª semana – Para crianças de 3 meses a 1 ano e 11 meses: 2 batatas-doces, 1 chuchu, 2 maçãs, 2 tangerinas, 2 bananas, 1 dúzia de ovos e 4 pães. Para crianças a partir de 2 anos: 2 batatas-doces, 1 chuchu, 3 maçãs, 3 tangerinas, 1 dúzia de ovos e 4 pães.
  • 3ª semana – Para crianças de 3 meses a 1 ano e 11 meses e a partir de 2 anos: 3 batatas inglesas, 2 beterrabas, 2 bananas, 2 laranjas, 2 maçãs e 4 pães.
  • 4ª semana – Para crianças de 3 meses a 1 ano e 11 meses: 1 abobrinha, 1 cenoura, 2 maçãs, 2 bananas, 1 dúzia de ovos e 4 pães. Para crianças a partir de 2 anos: 2 cenouras, 2 maçãs, 2 tangerinas, 1 pé de alface, 1 dúzia de ovos e 4 pães.

O tipo e a quantidade de alimentos, bem como a qualidade deles, atendem aos critérios do PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar e correspondem à alimentação que seria ofertada como merenda escolar.

Veja Também